Confirmada visita do Papa à Aparecida. Programa sai em maio

Geral_2_Rádio VaticanoO responsável pelas viagens internacionais do Papa, Alberto Gasbarri, confirmou nesta quarta-feira,24 de abril, a visita do Santo Padre ao Santuário Nacional em Aparecida (SP). Gasbarri, acompanhado pelo Núncio Apostólico, Dom Giovanni D’ Aniello, e outros representantes da comitiva responsável pela visita do Pontífice ao Brasil, estiveram reunidos no Santuário Nacional para acertar detalhes dos possíveis itinerários da passagem do Papa Francisco ao santuário mariano.

Estavam presentes na reunião, entre outros, o Arcebispo de Aparecida, Cardeal Raymundo Damasceno Assis, o Bispo auxiliar, Dom Darci Nicioli, o Arcebispo do Rio de Janeiro e Presidente do Comitê Organizador Local da JMJ (COL), Dom Orani João Tempesta, e representantes das Forças Armadas e da Polícia Federal.

Em entrevista ao Portal A12, Dom Raymundo afirmou que Alberto Gasbarri “ficou impressionado pelo que viu, uma vez que já conhece Aparecida”.

O Cardeal afirmou que o Santo Padre irá a Aparecida, mas ainda não há confirmação da data e da programação: “Podemos confirmar que o Santo Padre virá a Aparecida. A divulgação oficial da visita do Santo Padre, tanto no Rio de Janeiro como em Aparecida, será feita em maio, quando teremos essa informação oficial”.

O Arcebispo de Aparecida falou também sobre a alegria que a visita do Pontífice despertará nos devotos da Mãe Aparecida: “Creio que os devotos da Mãe Aparecida, da Campanha dos Devotos e todos os brasileiros estarão felizes com essa visita e acorrerão para Aparecida para acolher e receber o Santo Padre, o papa Francisco, que irá trazer sua palavra e sua bênção”.

O programa oficial da viagem do Papa ao Brasil será divulgado no dia 7 de maio.

 

Com informações da CNBB

Papa Francisco: Vergonhar-se é a atitude do verdadeiro cristão

Foto: Rádio Vaticano. 26-04-2013
Foto: Rádio Vaticano

Vergonhar-se dos próprios pecados é a virtude do humilde que se prepara para acolher o perdão de Deus: foi o que disse o Papa Francisco na missa desta manhã presidida na capela da Casa Santa Marta, com a participação de funcionários da Administração do Patrimônio da Sé Apostólica e de algumas religiosas.

Comentando a primeira Carta de S. João, em que se diz que “Deus é luz e Nele não há trevas”, o Papa Francisco destacou que “todos nós temos obscuridades na nossa vida”, momentos “em que há escuridão em tudo, inclusive na própria consciência”, mas isso não significa caminhar nas trevas:

“Caminhar nas trevas significa estar satisfeito de si mesmo; estar convencido de que não precisa de salvação. Essas são as trevas! Olhem seus pecados, os nossos pecados: todos somos pecadores, todos… Este é o ponto de partida. Se confessamos nosso pecados, Ele é fiel, é justo a ponto de nos perdoar.”

Isso é o que acontece no Sacramento da Reconciliação, afirmou Francisco, acrescentando que confessar não é como ir à tinturaria, para limpar a sujeira de nossas roupas:

“O confessionário não é uma tinturaria: é um encontro com Jesus que nos espera, que nos espera como somos. Temos vergonha de dizer a verdade, ‘fiz isso, pensei aquilo’, mas a vergonha é uma virtude verdadeiramente cristã e também humana… a capacidade de vergonhar-se é uma virtude do humilde.

Esta é a virtude que Jesus pede a nós: a humildade e a docilidade:
“Humildade e docilidade são como uma moldura da vida cristã. Um cristão vive sempre assim, na humildade e na docilidade. E Jesus nos espera para nos perdoar. Confessar não é como ir a uma “sessão de tortura”. “Não! Confessar-se é louvar a Deus, porque eu pecador fui salvo por Ele. E ele me espera para me repreender? Não, com ternura para me perdoar. E se amanhã fizer a mesma? Confesse-se mais uma vez… Ele sempre nos espera”.

Francisco então concluiu: “Que o Senhor nos dê esta graça, esta coragem de procurá-lo sempre com a verdade, porque a verdade é luz e não com as trevas das meias-verdades ou das mentiras diante de Deus. Que ele nos dê essa graça”.

 

Com informações da Agência News.Va
Foto: Rádio Vaticano no facebook

CAPF realiza encontro Arquidiocesano de Ação Evangelizadora

Realizou-se neste domingo, 28, das 08h30 às 17h, na Escola Profissional Delfim Moreira, em Pouso Alegre, o “Encontro Arquidiocesano de Ação Evangelizadora com Famílias”.

DSC05532O tema do encontro, que teve a participação de mais de 150 pessoas que trabalham com famílias em paróquias da Arquidiocese, foi “Evangelização das Famílias nas suas diversidades”, e o lema “Ninguém liberta ninguém, ninguém se liberta sozinho: as pessoas se libertam em comunhão” (Paulo Freire).

Na parte da manhã houve uma interessante exposição sobre o tema feita pelo agente pastoral Márcio, de Itajubá. No período da tarde cinco sub-temas foram debatidos em grupos: 1 – Organicidade de Ação Pastoral Vida e Família na paróquia; 2 – Evangelização das “famílias de” casais e pessoas em situação especial (Segunda união – Casais sem o sacramento do matrimônio – Pais e mães solteiros); 3 – Integração da Família e Juventude com a catequese: organicidade da ação de evangelização da família, visando a preparação remota para o matrimonio e vida familiar, em nível de comunidade; 4 – Educação de filhos e prevenção ao alcoolismo e à dependência química: ação em conjunto com a pastoral da sobriedade; 5 – Igreja da 3ª Idade evangelizadora: ação em nível de Arquidiocese, Setores e Paróquias. As conclusões foram encaminhadas à equipe central para análise.

Um dos grupos de discussão realizado no período da tarde
Um dos grupos de discussão realizado no período da tarde

Diversos agentes se disponibilizaram também a participar da formação do “Núcleo de Apoio à Ação Pastoral permanente em Educação dos filhos na Família”, da Comissão Arquidiocesana de Pastoral Familiar.

O encontro foi encerrado com a Celebração Eucarística presidida pelo Padre Douglas Aparecido Rocha Santos, administrador da Paróquia São Sebastião de Senador Amaral e Assessor Espiritual da CAPF, que, em sua homilia, referiu-se ao encontro como uma manifestação concreta do “amor’, do qual fala o Evangelho do 5º domingo da Páscoa.

No final da Eucaristia foram feitos agradecimentos ao casal Takumi e Rúbia Noda pelos relevantes serviços prestados durante muitos anos na coordenação da CAPF, e externados votos de sucesso à nova direção da comissão, sob a presidência do casal Luiz e Rita Camporezi.

Veja fotos em www.oparaisodejose.blogspot.com

 

 

 

Dom Ricardo assina decreto de instalação de "Quase Paróquia"

Monsenhor Marco Aurélio, Dom Ricardo Pedro e Padre João Luiz

Numa celebração Eucarística na noite deste domingo, 28, na Comunidade São Francisco e Santa Clara, em Pouso Alegre, o Arcebispo Metropolitano assinou o decreto de instalação da “Quase Paróquia São Francisco de Assis e Santa Clara”. A missa foi concelebrada pelo Monsenhor Marco Aurélio Gubiotti, pároco da Paróquia Nossa Senhora de Fátima e bispo nomeado de Itabira-Fabriciano, e pelo padre João Luiz Ferreira Peçanha, vigário paroquial.

A Paróquia São Francisco e Santa Clara compõe uma área com uma população de mais de 8.000 mil habitantes e possui 14 comunidades já formadas (veja a lista a baixo),  que até então pertenciam à Paróquia Nossa Senhora de Fátima e estão localizadas nos bairros São Francisco/ Faisqueira.

Veja abaixo as comunidades que constituem a Quase Paróquia de São

Centenas de fiéis participaram da Celebração de Instalação da Quase Paróquia
Centenas de fiéis participaram da Celebração de Instalação da Quase Paróquia
Projeto da Igreja Matriz da Quase Paróquia

Francisco e Santa Clara 
Comunidades Urbanas

Matriz de São Francisco e Santa Clara
Comunidade Santa Beatriz – Vila Beatriz
Comunidade São Miguel Arcanjo – Bairro Fátima III
Comunidade São Francisco – Bairro São Francisco e Vila Olímpia
Comunidade Sagrada Família – Loteamento Monte Azul e Pão de Açúcar
Comunidade São Pedro e São Paulo – Loteamento São Pedro
Comunidade Senhora Aparecida – Faisqueira
Bairros Rurais

Comunidade Nossa Senhora do Perpétuo Socorro – Bairro dos Afonsos
Comunidade Santo Afonso – Bairro dos Afonsos
Comunidade Nossa Senhora Aparecida – Bairro do Cervo
Comunidade São João Batista – Bairro do Brejal
Comunidade São José – Bairro da Cava
Comunidade Nossa Senhora das Graças – Bairro do Cristal II
Comunidade Nossa Senhora das Dores – Bairro do Cristal I

 

 

 

Papa: O caminho é sempre preparação para o encontro com Deus

Foto: Rádio Vaticana.
Foto: Rádio Vaticana.

Na homilia da missa de hoje na Capela de Santa Marta o Papa Francisco afirmou que a fé não é uma alienação mas um caminho de verdade que nos ajuda a preparar o encontro com Deus. Numa eucaristia onde estiveram presentes funcionários da Tipografia Vaticana, da Gendarmeria e do Gabinete de Trabalho da Sede Apostólica, o Evangelho do dia trás-nos as palavras de Jesus: “Não esteja perturbado o vosso coração”.

O Santo Padre considerou-as palavras belíssimas de verdadeiro pastor que procuram transmitir segurança aos discípulos dizendo-lhes que lhes preparará um futuro, um lugar junto do Pai. Também nós somos preparados. A vida cristã – diz o Papa – é todo um trabalho de Jesus e do Espírito Santo. Um trabalho que nos prepara o Céu. E isto não é alienação, mas fé e vida!

No caminho da vida de cada um de nós o Senhor prepara o nosso coração com as provas, as consolações, as tribulações e com as coisas boas. O caminho é sempre preparação… Ouçamos as palavras do Santo Padre:

“Todo o caminho da vida é um caminho de preparação. Às vezes, o Senhor fá-lo rapidamente, como fez com o bom ladrão: tinha apenas alguns minutos para prepará-lo e fê-lo. Mas a normalidade da vida é mesmo assim, não é? : deixar-se preparar o coração, os olhos, os ouvidos para chegar a esta pátria. Porque aquela é a nossa pátria. Mas, Padre, eu fui a um filósofo que me disse que todos estes pensamentos são uma alienação, que nós somos alienados, que a vida é esta, o concreto, e do que há-de vir não se sabe o que é… Alguns pensam assim…. Mas Jesus diz-nos que não é assim e diz-nos: “Tenham fé em mim”. Isto que eu te digo é a verdade: eu não te faço uma burla, eu não te engano.”

 

Com informações da Agência News.Va
Fotos: Rádio Vaticana no facebook