Catequese realiza encontro em Pouso Alegre

O Encontro com os coordenadores paroquiais da catequese ocorreu no último sábado, 29, a partir das 08h, no Seminário Arquidiocesano em Pouso Alegre. Esse foi o terceiro momento de estudos e formação deste ano, dando continuidade ao tema “Bíblia e Catequese”. Dois catequistas de cada comunidade foram convidados a participar.

Veja algumas fotos

[slideshow]

 

 

 

 

Um novo meio de comunicação na Catedral Metropolitana de Pouso Alegre

A WEBTV Católicos RA e um grupo de comunicação ligado a Igreja Católica com apoio do Cura da Catedral Padre Edson Oriolo, que visa a evangelização através da internet.

Possui um site (www.wix.com/webtvcatolicospa/pa) onde posta vídeos, feitos pela equipe da WEBTV, noticias de eventos da Arquidiocese, a nível nacional e mundial (como a Jornada Mundial da Juventude) e palavras do Santo Padre.
A principal atividade da WEBTV é a gravação dos vídeos que consiste em entrevistas, coberturas de eventos, tudo que seja ligado a Igreja Católica, suas pastorais e movimentos, e matérias gravadas em estúdio que se localiza na Igreja de Santo Antonio e na Catedral.

A WEBTV está no inicio, não possui patrocínio; para o site utilizamos uma base gratuita, porém estamos em fase de implementação junto a Catedral de um novo site que em breve estaremos divulgando.

Nosso objetivo e divulgar os eventos da nossa Igreja, mostrar suas atividades de um ponto de vista dinâmico, refletir a Palavra de Deus e levar ate sua casa as noticias católicas da nossa região. E buscarmos sempre melhorar a nossa missão.

Este é um trabalho novo na Arquidiocese. Não ternos relato de outro grupo de comunicação com essa idéia. Por isso contarmos com o apoio dos párocos, pastorais, grupos, movimentos e toda comunidade católica, para que cada vez mais possamos divulgar as atividades de nossa Igreja.

Os componentes da WEBTV Católicos RA são: André Ramos, Eduardo Oliveira, Felipe do Vale, Rodrigo Machado, Tatiana Camilo e Thais Camilo.

SITE: www.wix.com/webtvcatolicospa/pa
Email: tv.catolicos.pa@gmail.com
Grupo de Comunicação da Catedral

DNJ 2011: Tecer relações de vida

“Seguiremos em marcha, pela vida e pelo Reino”

O Dia Nacional da Juventude 2011 apresenta como tema: Juventude e protagonismo feminino e o lema: Jovens mulheres tecendo relações de vida. As reflexões de tema e lema são inerentes ao universo juvenil, e se encontram no foco das discussões do novo projeto nacional da Pastoral da Juventude o Tecendo Relações. O projeto traz em seu nome o derivado da palavra tecer e também e se propõe a olhar sobre as relações. Relações que hora são tomadas pela beleza da resistência, por um mundo mais justo, humanizado e equânime e hora relações que são construídas pela imposição capitalista, patriarcal, homofônica e racista, que produz a morte. Eis o nosso desafio, resistir tecendo relações de vida, com protagonismo e ousadia, com práticas proféticas, pautando no dia-a-dia a superação da prostituição, da violência, do consumo desenfreado, do machismo e do preconceito. Precisamos estar vigilantes, movimentando-se ao encontro da juventude e dos/as empobrecidos/as. Tecer relações é olhar pra nós mesmos, mas é principalmente olhar o clamor do povo, é alargar as tendas das relações. Segundo as Diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (2011 a 2015), “Como cidadãos cristãos, cabe nos empenharmos na busca de políticas públicas que ofereçam as condições necessárias ao bem estar das pessoas, famílias e povos. Urge que as comunidades e demais instituições católicas colaborem ou ajam em parceria com outras instituições provadas ou públicas, com os movimentos populares e outras entidades da sociedade civil, no sentido de reivindicar democraticamente a implementação e execução de políticas públicas voltadas para a defesa e promoção da vida e do bem comum, segundo a Doutrina Social da Igreja” (p. 76). Falar do bem comum, é ajudarmos na construção de relações respeitosas, amorosas, igualitárias, dialógicas e horizontais, é buscar que tenhamos pão em todas as mesas, mas também beleza e arte. Tecemos relações de vida, quando não banalizamos as relações, fazendo das mesmas descartáveis e utilitaristas, quando não desprezamos a necessidade do/a jovem de expor seus conflitos no campo da sexualidade, quando não nos afastamos do debate do projeto de vida, atribuindo a mídia essa responsabilidade. O Dia Nacional da Juventude é assim, cheio de possibilidades, historicamente ligado a luta social da juventude, é o espaço da vivência processual de ampliação de conhecimento, sobre diversos temas. Em especial em 2011 trata de discussões em torno do gênero, portanto façamos desse mais um momento de ampliarmos nossos olhares sobre a afetividade e sexualidade, sobre os direitos das mulheres, sobre as questões que tecem as nossas vidas. Autor/Fonte: Equipe do Projeto Nacional Tecendo Relações da Pastoral da Juventude http://www.pj.org.br/noticias.php?op=ExibeNoticia&idNot=1068

Igreja no Brasil: CNBB volta a se posicionar em favor de uma Reforma Política profunda no país

“Há mecanismos hoje para coibir a corrupção em nosso país, mas a Reforma política certamente poderá ajudar muito nessa questão”. A afirmação acima é do presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) cardeal dom Raymundo Damasceno Assis, em coletiva de imprensa realizada na tarde desta quinta-feira, 27, último dia da reunião do Conselho Permanente da entidade.

Dom Damasceno reiterou a posição da CNBB que, através de uma nota intitulada “Reforma Política: urgente e inadiável!” defendeu uma reforma que ultrapasse o campo eleitoral. “Nós desejamos que não aconteça apenas uma reforma eleitoral, mas uma Reforma Política, como diz a nota que nós assinamos, que seja uma ‘reforma urgente e inadiável que deve ultrapassar os limites de uma simples reforma eleitoral porque sua função é coibir a corrupção que corrói as instituições do Estado brasileiro’, por isso, pedimos que a sociedade assuma essa bandeira”, sublinhou o cardeal.

Ainda sobre o tema Reforma Política, o presidente da CNBB afirmou que a impunidade deve ser combatida através da justiça e defendeu uma investigação profunda caso haja indícios de má conduta na vida pública. “No caso de indício de corrupção, a justiça deve ser acionada para que a investigação corra e busque os culpados. Se for comprovada a inocência daquele que é acusado ele deve recuperar o seu bom nome, a sua dignidade perante a sociedade, porém, uma vez comprovada sua culpa é necessário que seja punido. Quando a justiça não funciona a impunidade continua e estimula a corrupção”.

Outro ponto colocado pela presidência da CNBB durante a coletiva foi o Código Florestal brasileiro. Dom Damasceno disse que as discussões em torno do novo texto estão ocorrendo de maneira normal e destacou a possibilidade da Conferência apresentar uma emenda ao texto que beneficie de modo especial os pequenos agricultores.

“Creio que as discussões estão ocorrendo de maneira normal dentro do Congresso na Câmara e no Senado. Para dar a sua contribuição, a CNBB deverá apresentar alguma emenda ao texto, sobretudo tendo em conta os pequenos agricultores, aqueles que são mais pobres, de modo que nós queremos também tomar a sua defesa para uma política melhor, para a preservação do meio ambiente e para um desenvolvimento também sustentável”, destacou dom Damasceno.

Com informações da CNBB

Objetivos da Ação Pastoral da Igreja (2011-2015)

Na 49ª Assembléia da CNBB, realizada em Aparecida, foi definido o novo Objetivo Geral da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil para os próximos anos: “Evangelizar, a partir de Jesus Cristo e na força do Espírito Santo, como Igreja discípula, missionária e profética, alimentada pela Palavra de Deus e pela Eucaristia, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, para que todos tenham vida (Jo 10,10), rumo ao Reino definitivo”. Vale a pena refletir sobre seu conteúdo, que deve fundamentar as atividades pastorais das comunidades que formam todas as paróquias brasileiras. 

Evangelizar: essa é a missão permanente da Igreja e de cada um de seus membros. Ser cristão é ser evangelizador na família e na comunidade. Ser cristão é anunciar o evangelho pelo testemunho e pela palavra.

a partir de Jesus Cristo: Jesus Cristo é o princípio e o fim de toda ação evangelizadora, a fonte e o centro de toda a vida cristã. É, portanto, a partir d’Ele que a boa nova da salvação deve ser anunciada a todos os homens e mulheres em todos os tempos.

e na força do Espírito Santo: no dia de Pentecostes a Igreja recebeu o Espírito Santo, prometido por Jesus e enviado pelo Pai, para confirmar os ensinamentos recebidos pelos apóstolos e discípulos de Jesus e fortalecê-los na fé. Por isso, é a força do Espírito Santo que faz a evangelização se concretizar na vida do povo.

como Igreja discípula, missionária e profética: a Igreja, Povo de Deus, que somos nós, deve estar sempre atenta ao que Jesus ensinou, deve segui-lo sempre, sendo sua discípula. Faz parte também da sua própria natureza o anúncio dos ensinamentos de Jesus, é, por isso, essencialmente missionária. Deve falar de Deus e denunciar tudo aquilo que contraria o projeto divino em favor da vida e da dignidade humana, deve ser profética..

…. alimentada pela Palavra de Deus e pela Eucaristia: Jesus Cristo está presente na Palavra e na Eucaristia, alimentos essenciais da vida de cada cristão e da sua Igreja. O anúncio do Evangelho só alcançará êxito se fortalecido por esses dois alimentos vitais à existência e à ação evangelizadora da Igreja.

à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres: a salvação é para todos, ninguém está excluído dela. No entanto, os evangelhos nos mostram que Jesus teve preferência especial pelos excluídos da sociedade, pelos mais sofridos, pelos pobres. A Igreja não pode, portanto, agir diferente. Deve evangelizar à luz dessa opção de Jesus.

para que todos tenham vida: Jesus veio para comunicar aos homens a verdadeira vida, que procede amorosamente do Pai. Vida abundante, vida plena. Essa é a finalidade da evangelização, anunciar a vida para que todos a usufruam em sua dimensão completa. E que todos a preservem e a promovam, desde à concepção até seu fim natural.

rumo ao Reino definitivo”: o Reino já está em nosso meio, mas deve ser construído a cada dia, por cada um de nós. Devemos ser protagonistas da concretização do Reino vivendo o que Jesus nos ensinou e a Igreja testemunha. A evangelização tem sua razão de ser em vista do Reino definitivo.

Esses comentários não têm a preensão de esgotar toda a riqueza do Objetivo Geral da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil, definido pelos nossos pastores e sim serem ponto de partida para reflexões mais profundas que devem ser realizadas em nossas paróquias. Fica aí o convite!

Por Luiz Gonzaga da Rosa (Paraisópolis)